top of page
  • Writer's pictureRui Marques

Parece mentira

Artigo Jornal Público de Rui Cardoso Martins



O Lusitânia Expresso partiu com 120 pessoas a bordo - jornalistas, activistas, estudantes - e muitas flores para serem depositadas numa campa de cemitério de Díli. Tinham passado quatro meses do massacre de Santa Cruz. A ditadura de Jacarta fez uma demonstração de força e o pequeno navio voltou para trás. Duas décadas depois, alguns dos que participaram na missão Paz em Timor cumpriram o que ficou então por fazer. Em 1992, Rui Cardoso Martins esteve no Lusitânia em reportagem para o PÚBLICO. Agora voltou ao local onde não chegou a estar.


Kommentare


bottom of page