top of page
  • Writer's pictureRui Marques

Aprender, aprender, aprender.

Os meus próximos dias fazem-se por Barcelona, a fazer uma das coisas que mais gosto: Aprender, aprender, aprender.


É assim um género de um ar que respiro, para me oxigenar. Revitaliza-me, abre-me novos horizontes, bem como me serve para avaliar o trajecto percorrido e descobrir inspiração para novas ideias.


Comecei da melhor forma, com uma longa conversa com o Arquiteto Miquel Lacasta. Encontrei-o no seu espaço ArchiKubik, um edifício ao jeito do hoje tão referido "coworking", em que reuniu várias empresas e instituições à volta da sua, numa lógica de ecossistema criativo.


Este arquiteto venceu, em 2021, o principal prémio de urbanismo de Espanha e tem uma carreira de sucesso assinalável (Agrociudad Gagarine Truillot em Ivry sur Seine, França) Descobri-o quando procurava autores sobre o tema "Cidades relacionais". Já há dez anos, produziu um conjunto de artigos no seu blogue sobre o que significa uma cidade relacional que são uma ótima referência para o nosso trabalho do Laboratório das Cidades Relacionais.


A boa notícia é que ele estará connosco no Porto, já esta 2ª feira, com uma conferência na Casa da Arquitectura (em Matosinhos) e depois numa sessão de trabalho com as equipas da Gaia Urb e do IPAV que estão a construir o Laboratório das Cidades Relacionais.


Commentaires


bottom of page