top of page
  • Writer's pictureRui Marques

ENEU 2023 - Ainda a ecoar o amanhecer que permanece

Cada vez que a comunidade Ubuntu se reúne é sempre uma festa. Nunca falta o entusiasmo ou o frenesim dos que se juntam em torno de uma missão. Na Gulbenkian, mais uma vez foi tempo de celebrar as Escolas Ubuntu e fizemo-lo cientes do trabalho extraordinário que está a ser feito por tantas escolas, por todo o país, com a liderança de tantos diretores de AE e de formadores Ubuntu.


Retemos desse momento não só a alegria imensa, como o génio do José Pedro Cobra, que conduziu com o Tcherno Baldé e a Maria Guerra, toda a sessão, mas todos os pequenos detalhes que fizeram desse momento uma experiência tão especial.


O testemunho de várias experiências Ubuntu, na primeira pessoa, foi um dos momentos altos da nossa sessão. A memória do Bhoye Djallo, primeiro enquanto participante e depois como formador, o olhar cientifico do Prof. José Luís Gonçalves (que coordena o Conselho Científico) ou a força do testemunho da Professora Teresa Marinho, sempre marcado pela sua energia inspiradora, ajudaram-nos a perceber o impacto de tudo o que vive em cada experiência Ubuntu.



numa perspetiva internacional repetiram-se os ecos de quem sente o Ubuntu como algo muito especial. As vozes que nos chegaram de várias geografias mostraram-nos a universalidade deste conceito e o potencial de chegar a todo o lado.



Temos trabalhado muito o tema da gratidão, como expressão Ubuntu. Falamos de Vitamina G, como o que nos dá força e nos liga uns aos outros. Neste Encontro Nacional quisemos valorizar o contributo dado pelo Dr. Rui Vilar, na fundação da Academia Ubuntu, há doze anos. O seu apoio foi essencial, num tempo em que este projeto se limitava a uma experiência que envolvia 20 jovens por ano. Foi por isso o nosso Ubuntu Honoris Causa deste ano, num momento muito bonito.



E, claro, nestas memórias saborosas não poderia faltar o momento de fecho, em que a Luísa Vidal e a Margarida Vieira (de Tomar) interpretaram a composição original desta jovem Ubuntu, que já nos tinha encantado no ano passado e que voltou agora a fechar com chave de ouro a nossa sessão. Com efeito, esta música da Margarida sintetiza de uma forma brilhante todo o espirito Ubuntu.



Comments


bottom of page