top of page
  • Writer's pictureRui Marques

O Homem-Ponte

Todos sabemos como é difícil construir pontes, mas como fazem tanta falta em circunstâncias difíceis. Para muitas aldeias da Índia, o isolamento, particularmente na estação chuvosa, é um risco enorme, desde a impossibilidade de acesso a cuidados de saúde de urgência, até ao impedimento da atividade económica ou da ida à escola. Por isso, o Homem-Ponte faz toda a diferença....


Girish Bharadwaj tem 73 anos e, ao longo dos últimos trinta anos, já construiu no seu país 147 pontes de baixo custo. Originário de Aramboor, em Karnataka, há décadas que transforma vidas de milhões de pessoas que beneficiam da sua arte e engenho. Inicialmente, riu-se da convicção ingénua que os habitantes de uma aldeia revelavam ao acreditar que ele, um jovem licenciado em engenharia, poderia construir uma ponte. Porém, perante a insistência, deixou-se tocar por esse apelo e, com um grupo de amigos, começou a pesquisar como seria possível construir pontes de baixo-custo em locais remotos, contando inicialmente com o contributo das populações, que depois se veio a alargar às autoridades públicas.


Hoje é visto por muitos dos que serviu como um “messias” que os retirou do isolamento e lhes proporcionou oportunidades de desenvolvimento e de acessibilidade a serviços e mercados. E com a sua equipa de 30 a 40 pessoas, continua a chegar a um local, a olhar margens e, em três a seis meses, construir uma ponte.



Comments


bottom of page