top of page
  • Writer's pictureRui Marques

Pensamento crítico e cuidado com as precipitações

Como vivemos num mundo apressado, não raramente deixamo-nos enganar por evidências que, parecendo obvias, são falsas. Mas muito maiores riscos estão no horizonte.


Esta experiência é curiosa. Provavelmente todos subscreveremos que o caminho mais rápido será sempre uma linha reta. Neste caso, porém, não o era.



Partimos desta curiosidade, para ter presente um alerta para um mundo cheio de certezas e de coisas óbvias, que podem esconder inverdades. Se por um lado, a síndrome de Tomé (só acredito se vir!) traz uma exigência de provas (preferencialmente imagens) e potencialmente nos guardará das fraudes, pode trazer-nos para um terreno perigoso, de mesmo vendo, nos deixarmos enganar. Hoje multiplicam-se os exemplos que algo que nos parecia inquestionável e evidente, não despertando nenhuma dúvida, era, na verdade, falso. Entre outras ferramentas, o reforço do pensamento crítico é essencial. Saber pensar, saber perguntar, saber duvidar (mesmo do evidente) é essencial. Por isso esta lista de perguntas é importante para nos orientar nessa busca da verdade.



E vêm aí riscos maiores. A inteligência artificial permite já o processamento de voz e imagem que, imitando perfeitamente, pode colocar qualquer personalidade a “dizer” o que jamais disse. A famosa experiência com Obama é perturbadora.



Comments


bottom of page