top of page
  • Writer's pictureRui Marques

Tempo de balanços, para ganhar balanço


Felizmente, o ciclo do tempo obriga-nos a parar para olhar para o caminho percorrido. Fim de ano, tempo de contemplar para saborear e ganhar energia para a nova etapa. Como Mandela apetece dizer que, “depois de escalar uma grande montanha descobre-se que existem muitas outras montanhas para escalar. Descanso um pouco e recomeço o caminho porque há um longo caminho até à liberdade” (da autobiografia “O longo caminho para a liberdade”, 1994).


Esperançar com a 9ª de Beethoven


Em tempo de transição entre a magnanimidade do espírito de Natal e a festa do Ano Novo que chega, sugiro que se sente um pouco a esperançar. Escolho como roteiro para lhe propor o documentário “Beethoven Ninth – Symphony for the world” que a Netflix disponibilizou recentemente e ... deixe-se deliciar. Se não tem Netflix pode ver aqui a versão da DW, em inglês.



2022, em revista, na perspetiva da Cultura


A época está cheia de retrospetivas dos principais acontecimentos, a par com a escolha das figuras do ano. A Euronews, no domínio cultural, elegeu o que marcou o ano, com destaque para a guerra da Ucrânia no pano de fundo.




Os pilares da sabedoria, de T. E. Lawrence


Descobri há pouco tempo, a partir da obra homónima de T.E. Lawrence, “Os sete pilares da sabedoria, um roteiro interessante para nos fazer pensar e, talvez, ajudar a desenhar um melhor 2023.



São eles:

  1. O tempo.

  2. A experiência de vida reflexiva.

  3. Dar sentido à ambiguidade.

  4. Decidir com bom-senso.

  5. Viver a vida com pragmatismo.

  6. Ser empático.

  7. Ter maturidade emocional.






João Mariano, uma arte a revisitar


Gosto muito de fotografia. E na galeria dos melhores está sempre João Mariano. No meu canto de trabalho as suas fotografias continuam a inspirar-me.

Foto de João Mariano, coleção “Guerreiros do Mar”. Todos os direitos reservados.



A ilusão da quantidade


Vivemos, tantas vezes, uma ditadura dos números, que nos empurra para uma escravidão da quantidade, como se tudo se avaliasse desse modo. Criamos verdadeiras cortinas de fumo, com discursos cheios de números da nossa produção ou investimento.


(Ilustrações de Business Illustrator)

O fim dos rankings…em Singapura


O World Economic Forum publicou há algum tempo (2018) um artigo que, em grande medida, passou despercebido. Singapura é sempre considerado um exemplo de liderança nas políticas educativas, tendo na última edição disponível do PISA a segunda posição. Porém, uma das decisões que tomou foi abolir a cultura de “ranking”, deixando de comparar estudantes entre si, demonstrando que a aprendizagem não é uma competição e preparando os jovens para o futuro. As pautas não mostram uma ordem de mérito decrescente, permitindo aos estudantes que se concentrem no seu próprio progresso, desincentivando as comparações pouco saudáveis com os seus colegas.


Estas foram algumas das alterações que vale a pena reter e conhecer melhor, para nos inspirarem.




Por que são os rituais tão importantes?


Estamos a terminar uma época forte em rituais e símbolos. O Natal talvez seja, de todos os marcos do calendário, a mais expressiva manifestação de rituais e símbolos, embora muitos deles, por uma ou outra razão, se vão perdendo. Mas não podemos deixar erodir esta dimensão essencial de ser/estar em comunidade.



Quanto pesa este copo?


Pequena história, grande sabedoria. A pergunta parece simples resposta variaria entre poucas gramas de diferença. Mas será mesmo fácil responder à pergunta “quanto pesa este copo?”




Um símbolo da vitória do espírito humano sobre a adversidade (Para um dia visitar...)


Poucos sítios do mundo terão inscrito no seu chão tão grande hino de vitória do espírito humano sobre a adversidade e a injustiça como a prisão de Robben Island. Esta acolheu milhares de presos políticos no período do apartheid, na África do Sul, particularmente entre 1961 e 1991. Entre eles, esteve Nelson Mandela, que aí foi sujeito a 18 anos de prisão (dos 27 que cumpriu). É dele a principal marca que este sítio, atual património mundial da humanidade na UNESCO, guarda e que o torna um lugar único.


(viagem de 2011, da 1ª edição da Academia Ubuntu a Robben Island, filmada por Kattia Hernandez)



Sustentabilidade social – para que a nossa comunidade não deslace

De uma forma recorrente, a palavra “Sustentabilidade” tem vindo a ocupar um lugar central nos discursos no espaço público. E ainda bem, diremos nós.


(Fonte: 'Ocean-Eaten Islands, Fire-Scarred Forests: Our Changing World in Pictures' pelo The New York Times, Novembro de 2022)

(Fonte: '6 environmental wins that gave us hope in 2022' pela National Geographic, Novembro de 2022)


AGENDA

Encontro Nacional de Escolas Ubuntu - 25 de Janeiro


A 25 de janeiro teremos na Fundação Calouste Gulbenkian, o IIIIº Encontro Nacional de Escolas Ubuntu (ENEU), uma enorme celebração do movimento Ubuntu nas 400 Escolas do país, com delegações vindas de 150 concelhos.



Recorde o ENEU de 2021:




Comments


bottom of page